.

Força Aérea de Machico


A pedido dos Estados Unidos, Machico vai integrar as forças da NATO para dominar a Coreia do Norte!!! Na ausência dos caças F16, a força militar será composta por 1000 gaivotas e 10 cagarras com tiro à retaguarda capazes de atingir e destroçar o orgulho das forças inimigas em qualquer teatro de operações!


A base situa-se na Ponta da Gaivota no Caniçal e conta com um numero infindável de "naves". Segundo fontes secretas russas, Kim Jong-un já se encontra com os olhos em bico, e pensa em mudar o penteado para confundir-se entre a multidão!

Pinpinela vs Abobela


No Mercado do Santo da Serra podemos encontrar centenas de produtos de boa qualidade, vendedores simpáticos e trabalhadores que vivem do seu trabalho! É um mercado que merece ser visitado e onde podemos ajudar quem dedica o seu dia a dia à "terra".

No mesmo local podemos encontrar algumas pérolas da língua portuguesa! Muitas das pessoas que lá trabalham tiveram que abandonar os estudos precocemente para se dedicar à "luta" e a gramática não é o forte. Se quem estuda já assassina a língua portuguesa, quem deixou de estudar tem muito mais probabilidades de errar...

Melhor mesmo é visitarem aos domingos de manhã!   

Fotos da Procissão de Nossa Senhora da Piedade 2017 - Caniçal - Madeira















A Festa da Nossa Senhora da Piedade é dedicada aos pescadores. O Caniçal é uma das mais antigas paróquias da Ilha da Madeira e é aqui que se celebra esta festa em honra da padroeira dos pescadores – Nossa Senhora da Piedade. 
Os pescadores participam numa procissão aquática até a pequena capela de Nossa Senhora da Piedade no topo do Monte Gordo perto da Ponta de São Lourenço com os seus barcos decorados e pintados com cores vivas. A procissão tem lugar no Sábado e os barcos partem do Caniçal em direcção ao porto da Quinta do Lorde.
 O barco é escolhido por sorteio duas semanas antes da realizaçao da festa para transportar a Santa; quando os barcos param na Quinta do Lorde os participantes continuam a procissão a pé até a capela; a estátua da Nossa Senhora da Piedade é então levada até ao barco e depois para a vila do Caniçal para a celebração. 
No próximo dia, Domingo, é feita nova procissão de barco para devolver a Santa à sua capela. A procissão é acompanhada de hinos tradicionais dos devotos e pela música da banda da terra. 
Como em todas as outras festas na Ilha da Madeira há muita celebração com entretenimento, espetada em pau de louro e bolo do caco.

Festa de Nossa Senhora da Piedade



A tradição da Festa da Senhora da Piedade repete-se todos os anos na freguesia do Caniçal, uma festa religiosa de grande popularidade a realizar entre os dias 16 e 17 de setembro.

Milhares de pessoas participam na festa em honra da Senhora da Piedade que se realiza no terceiro fim-de-semana de Setembro. Trata-se de uma festa em muito semelhante às restantes festas religiosas madeirenses.

No Sábado os peregrinos vão buscar a imagem à capela no cimo do monte e esta pernoita na igreja matriz do Caniçal.

No dia seguinte, Domingo, e após a Missa, é realizada uma procissão de barco, onde os peregrinos deslocam-se pelo mar para repor a imagem na capela de Nossa Senhora da Piedade, terminando assim esta festa única.

PONTA DELGADA - MADEIRA




Ponta Delgada é uma agradável localidade da Costa Norte da magnífica Ilha da Madeira, pertencente ao concelho de São Vicente, de feição predominantemente rural. 

De facto, em Ponta Delgada são produzidos os frescos produtos típicos da Ilha da Madeira, devido aos férteis solos sabiamente trabalhados nestes terrenos bem acidentados, desde os tempos de colonização do território. 

Ponta Delgada é hoje famosa pelo seu complexo balnear de piscinas de água salgada, e uma praia protegida das marés e ventos fortes, situada numa baía. 
A localidade orgulha-se da sua Igreja Matriz, das Capelas do Imaculado Coração de Maria e dos Reis Magos, do Museu D. Hilária Freitas ou a Casa Museu Horácio Bento Gouveia. 

Por toda a região de Ponta Delgada sobressai o poder da natureza e os seus belos panoramas, como é visível na Serra Verde com várias espécies raras, e nos vários Miradouros existentes de onde se avistam bonitas paisagens. 

Terra de tradições ainda muito vivas, produzem-se na região, para além dos frescos produtos da terra, interessantes peças e objectos artesanais, tão típicos da Ilha da Madeira, como as peças de tecelagem, rendas e bordados regionais ou peças em folha de milho. 

No primeiro fim-de-semana de setembro é celebrado o arraial do Bom Jesus, onde ocorrem romeiros de toda a ilha e cuja tradição remonta ao séc. XVI. Tem um complexo balnear pago e é constituído por duas piscinas de água salgada, com balneários serviço de primeiros socorros, vigilância e parque de estacionamento. É composto por duas piscinas ambas alimentadas por água salgada e com sistema de tratamento das águas.

ACHADA DA CRUZ - PORTO MONIZ



O Miradouro de Achadas da Cruz, com um Teleférico que faz a ligação entre este local e a praia, dá uma excelente vista sobre o Atlântico e a Fajã da Achadas da Cruz.

O Miradouro de Achadas da Cruz, situado no concelho do Porto Moniz, é o local onde se faz a transição entre a costa norte e sul da ilha da Madeira. Neste miradouro encontramos o Teleférico da Achadas da Cruz que faz a ligação entre este local e a praia.

A partir deste ponto podemos usufruir de uma belíssima vista sobre o mar, os terrenos agrícolas e a Fajã da Achadas da Cruz.

Lapas


Forte de São João Baptista em Machico


Situado na ponta nordeste à entrada da baía de Machico, é conhecido também como Forte do Desembarcadouro devido a ser aqui que desembarcaram os descobridores da Madeira. Foi por ordem do Capitão/General Duarte Sodré Pereira que, em 1708, foi edificada a fortaleza que, conjuntamente com a fortaleza da Nossa Senhora do Amparo, cruzavam fogo com visitantes menos desejados na defesa da baía.

No interior existe uma capela neo-gótica dedicada ao santo que deu o nome à fortaleza. Os restantes edifícios serviram de hospital e de colónia de férias das crianças do Convento de Santa Clara do Funchal, e está finalmente a ser restaurado para um hotel.

Coordenadas GPS: 
- DD.DDDDDº: 32.71805º -16.75885º
- DDº MM.MMM': N 32º 43.083' W 016º 45.531'
- DDº MM' SS": N 32º 43' 4.98" W 016º 45' 31.86"

Fonte do texto: https://www.visitarportugal.pt/distritos/ra-madeira/c-machico/machico/forte-sao-joao-batista

Besta² deixa Ribeira Brava com as serras a arder!


Panorama da Ribeira Brava com fumo nas serras que já duram há alguns dias! Todos os anos existem na ilha da Madeira algumas "aves raras" que acham que fica bonito ver as nossas serras vestidas de negro, destroem o trabalho de muitos anos e quando não tiram as vidas tantos das pessoas que dão tudo por tudo para salvar o que lhes pertencem bem como os que se arriscam a apagar o fogo!

Para essas pessoas que andam perdidas neste mundo e não gostam dele como está, posso sugerir várias alternativas entre elas o para-pente sem para-quedas no Miradouro do Pináculo, Ponte do Ribeiro do João Gomes , entre outros!

Avistando Machico e Caniçal


Avião sai de Machico para Funchal


Mercado dos Lavradores



O Mercado dos Lavradores, inaugurado em 1940, apresenta uma arquitetura própria do Estado Novo, num ambiente de rebuliço e alegria.
O Mercado dos Lavradores, no centro do Funchal foi inaugurado a 24 de Novembro de 1940. Este projeto da autoria de Edmundo Tavares (1892-1983), apresenta a arquitetura do Estado Novo, e reflete a intenção de o tornar no grande polo abastecedor da cidade.
Grandes painéis de azulejos da Faiança Batisttini de Maria de Portugal, datados de 1940 e pintados com temas regionais, por João Rodrigues, ornamentam a fachada, a porta principal e a peixaria.
Nos dias de hoje este espaço ainda exerce as funções para as quais foi criado, nele se comercializando produtos de toda a espécie, num ambiente onde se misturam cores, sons, cheiros e gentes diversas.

POLÍTICOS e as PROMESSAS ESCRITAS na AREIA...


Porque é que sempre que oiço um politico fazer uma promessa eleitoral, sinto que ele a escreve  na areia...

Quando a maré sobe... apaga tudo o que foi escrito!

A altura pré-eleições coincide com maré-baixa... escrevem tudo e mais alguma coisa! Tudo para agradar o eleitor, tudo o que eles merecem, nesse período, o eleitor pode ser um criminoso, um bêbado, um drogado, um sem abrigo, um desempregado, um  trabalhador activo, um comerciante, uma mãe, um pai, um policia, um medico ou enfermeiro! Não interessa quem é, se  pode votar, é um Rei ou uma Rainha!


Depois chega o dia de ir a votos, a maré sobe e tudo desaparece....


Já não há promessas para cumprir e os cidadãos tornam-se invisíveis até à próxima campanha, quando a maré desce!

PS: Existem algumas excepções!

Será que mais alguém pensa assim?

Foto e texto: Sílvio Silva

Praia dos Reis Magos - Caniço


A Praia dos Reis Magos é uma pequena praia com todas as comodidades necessárias para um encontro com a natureza.

Situada no Caniço, a praia dos Reis Magos tem águas claras e limpas, sendo esta qualidade comprovada pela Bandeira Azul. Esta pequena praia muito modesta é vigiada por dois nadadores-salvadores e tem um posto de primeiros-socorros.




Quando os DEUSES nos fazem MANGUITOS!


Jesus Cristo, Budha, Alá, Rá, Zeus, etc...

Quem têm em comum? Estão fartos até a ponta dos cabelos com os humanos(tirando o Budha que é careca)! 

Estão a perder a fé em nós e não é para menos!!!

Eles deram à humanidade o livre arbítrio que é capacidade de escolha pela vontade humana. Isto foi um "acto de fé" que tiveram, e  foi interpretado pela maior parte dos humanos como liberdade para fazer coisas más, muito más(para não utilizar nenhuma palavra mais fortes)!

Hoje em dia custa-me acender a TV e ver as noticias! É só atentados neste mundo, é gente ruim a viver como realeza, gente boa a viver como mendigos!
É inocentes a morrer, e vilões que nunca mais batem as botas!

Em Portugal, ladrões de milhões vivem à custa de pobres de tostões! Um corrupto é visto como o Senhor, um honesto é visto como leproso!

Os velhinhos/as queimam aldeias porque gostam de ver tudo a arder! 

Vemos filhos que matam os pais, pais que matam os filhos!

Assiste-se a criminosos a processarem a justiça por demorarem muito e danos morais!?!?!?

A justiça dizem que não é cega, mas certamente é cambada, a fazer asneira atrás de asneira, perdoam milhões e soltam ladrões!

Vê-se gente que supostamente espalha a palavra de DEUS a surripiar todos os tostões que podem ao povo(já não bastava os impostos do estado...)

Na Pérola do Atlântico não fica atrás, são políticos que se esfolam(verbalmente), são árvores que matam,são cheias que matam, são filhos que matam, são outros que se matam... só se vê morte, dor, sofrimento, inveja, ódio!

Depois recorremos sempre aos Deus, que nos façam isto ou aquilo! 

Se fosse um Deus não nos fazias um manguito??? Eu fazia!!!




Foto e texto: Sílvio Silva

A CULPA É UMA PUTA!



É uma Puta e Porquê? 
Porque nunca é de ninguém e todos a têm.

As tragédias têm sempre culpados, mas nunca ninguém se assume e aponta sempre o dedo ao outro! Senão existirem vítimas a lamentar, a história é esquecida rapidamente. Vejam os incêndios, num ano normal pode arder meio país, não morre ninguém e logo que começam as primeiras chuvas, começam os terrenos a ficar verdes, o mundo fica lindo! 
Se houver vítimas a lamentar, as populações revoltam-se e manifestam-se durante algum tempo, os políticos atacam-se e acusam-se durante semanas, mas depois a seleção joga e ganha, o Marítimo vai à Europa e a comunicação social aproveita para arranjar outro foco de “interesse”.
 Agora foi a queda da árvore no MONTE! Lamentável e triste a perda de vidas humanas, todos eles inocentes! Tanta gente que não presta que podia ficar lá, mas teve que ser gente devota e crente.

 Agora a parte em que se vê que o ser humano é desprezível na maior parte das vezes.

 Os corpos ainda não tinham sido recolhidos e já estavam todos a apontar o dedo a alguém. Mas quem é o responsável? Existe um individuo responsável? Uma organização? Os terrenos são da igreja? São da camara do Funchal? São da Região Autónoma da Madeira? 
A árvore estava doente há quanto tempo? Adoeceu agora? Ou já tem muitos anos e vários mandatos políticos?
Nenhum político devia abrir a boca para acusar outro, porque na verdade são todos "farinha do mesmo saco"(embora uns tenham o "saco" mais cheio), no entanto a presidente da junta saca de documentos para ilibar-se de responsabilidades, falando de alhos, quando caíram bugalhos. O pároco do Monte vai sacudir responsabilidades também? Mesmo que os terrenos não sejam ou não fossem da igreja, quem convocou a festa? Se sabia da existência do perigo não devia ter feito pressão e dizer "sem segurança não há festa"?
 A verdade é que agora todos dizem que já tinham alertado, ou que era da competência de um ou de outro, mas ninguém fez nada. 
No fundo a culpa será da Senhora do Monte que poderia ter feito a árvore cair em milhares de ocasiões em que aquela zona estava sem ninguém, mas deixou que acontecesse numa hora em que milhares de pessoas estavam lá para lhe agradecer/venerar/adorar! 

Já agora, se as árvores tivessem sido cortadas, estariam todos de acordo? Não haveria meio mundo a dizer que não era necessário? Em Machico, há poucos anos as árvores sofreram uma poda drástica e tanto o povo como todos os partidos da oposição fizeram daquele ato um drama equivalente à queda de uma bomba atómica. Durante meses só falavam daquilo e nunca para elogiar. Preso por ter cão, preso por não ter.

Foto e texto: Sílvio Silva